Blood Red Road by Moira Young

Sunday, February 26, 2012
Blood Red Road eh o primeiro livro da serie Dust Lands da autora Moira Young. Esse livro foi o que o Hollywood Crush da MTV classificou como melhor do que The Hunger Games. Depois de uma declaracao dessas, eu tinha que ler!

Eh uma estoria distopica que ocorre num futuro um pouco distante dos dias de hoje. O livro nao revela o que aconteceu que levou a descontrucao da sociedade moderna que conhecemos hoje. A estoria eh contada por Saba, uma adolescente de 17 anos. Saba e Lugh sao gemeos, que vivem com seu irma mais nova de 9 anos, Emmi, e seu pai numa fazenda isolada. A mae morreu no nascimento de Emmi, e o pai nunca foi o mesmo. Ele acredita que pode ler as estrelas e prever o futuro. Saba culpa a irma mais nova pela morte da mae. A vida de Saba gira em torno do irmao, que eh tudo em sua vida. 

Numa tempestade de areia vermelha, homens vestidos de preto levam Lugh, alegando que ele eh o garoto que eles procuram, dando pequenos detalhes que cria aquele clima de misterio. Saba promete que ira achar o irmao a qualquer custo, e a jornada inicia. 

A estoria eh muito dinamica. A cada pagina a autora criou uma distracao diferente que faz a leitura nunca ser cansativa. Me surpreendi varias vezes achando que seria uma coisa e na verdade foi outra. A sociedade eh muito cruel em sua luta constante por comida, seguranca e sobrevivencia. Saba uma das personagens mais reais que eu ja encontrei em livros. Ela eh egoista, muitas vezes injusta, com falhas humanas reais que nao eh muito comum em livros. O leitor reconhece as imperfeicoes dela, assim como as razoes dessas imperfeicoes. Mas eh bonito ver ela crescer em sua jornada. 

Eu entendo o porque da comparacao com The Hunger Games: eh uma distopia com uma personagem tao forte quanto a Katniss, sem sombra de duvidas. Katniss e Saba tem suas qualidades particulares e acho que a estoria de Blood Red Road eh tao envolvente quanto The Hunger Games. 

Duas coisas impediram o livro de entrar na lista de must read: a diagramacao e o vocabulario. 
Diagramacao: nao existe separacao entre dialogo e descricao da estoria, e tudo misturado, as vezes no mesmo paragrafo, pessoas diferentes falando. So da pra saber que foi fulano que falou alguma coisa depois que voce leu e aparece escrito, said Lugh ou said Saba. Eh horrivel! 
E o vocabulario: eh um linguajar de pessoas nao educadas, que nunca leram nada, que nunca foram a escola. Exemplos: gawdammit = God damn it. Whaddya = what do you. Afeared = afraid. E outros mais faceis como: Git = get, etc etc. Eh um Deus nos acuda ler esse livro!
Apesar do livro ter suas quase 400 paginas, foi essa diagramacao e esse vocabulario que me fez demorar 2 semanas para termina-lo. No final eu ja estava tao cansada daquele linguajar e de tudo tao bangucado e eu so queria que o livro terminasse.

O final eh bem satisfatorio, conclusivo o suficiente. Deixa o gancho para a sequencia, mas confesso que preciso esquecer do vocabulario e da diagramacao para poder animar a ler o livro 2. So ano que vem e olhe la! Recomendada a leitura (mas aja saco, viu?).

*Nivel de Ingles: Dificil. 
Buy The Book Now at The Book Depository, Free Delivery World Wide

13 comments

  1. Quando vi a capa, pensei que podia ser estilo The Host, e que eu iria amar a história, mas pelo que você disse na resenha, eu ia me irritar muito com as palavras erradas, e acho que isso iria me fazer perder o interesse no livro. No entanto, se for lançado no Brasil, acho que até dá pra tentar ler (porque convenhamos, já é meio complicado ler em um inglês 100% correto, imagina em um errado, então! @_@ Eu ia demorar horrores até descobrir que a palavra tava escrita errada! HAUHSUAHUSHUAHSUAS).
    Ótima resenha Livs!

    Beijoos :*

    ReplyDelete
  2. Hey,

    A história do livro realmente parece ser ótima. Gostei muito da capa e do enredo. Sem contar que gosto quando as personagens femininas são fortes.

    Mas realmente, pelo que você citou, não gostei nenhum pouco de como está a diagramação e muito menos do vocabulário.

    Parabéns pela resenha :)

    Abraços,
    Yago.

    ReplyDelete
  3. Eu fiquei bastante curiosa pra ler esse livro, mas esse eu vou esperar que lancem aqui pra poder ler. Não sou lá fluente em inglês, nem acho que teria paciência pra tentar entender esse linguajar...

    Mas parece muito bom!
    Beijos, Liv!

    ReplyDelete
  4. *vish*
    Quer ver uma coisa que me faz gostar menos de um livro (em linhas gerais) é a bendita diagramação. Não foi o caso desse, mas letra pequena e margem curta me desanimam totalmente.
    Os últimos que escolhi pra ler, foi analisando o tamanho das fontes. >_<"
    Personagens como a Katniss são incríveis, mas não senti 'firmeza' nesse livro, ainda. É juvenil ou adulto?
    Ótima semana, Lívia!

    @rafaschiabel
    http://lembradaquelahistoria.blogspot.com/

    ReplyDelete
  5. Desde que você falou pela primeira vez da história que o inglês era complicado e com palavras meio que ''inventadas'' eu fiquei com todos os meus membros (não só os pés) atrás...

    Mas se lembra que eu disse que achava difícil alguma editora lançar ele por aqui justamente pelo linguajar?! Então, eu estava errado. A Intrínseca já comprou os direitos e vai publicar o livro ainda este semestre.

    Só quero ver como vai ficar a tradução... Já que em inglês em não me arrisco mesmo!

    ps: Espero que eles lancem a capa nesta versão, que é muito mais bonita... Mas não sei, ele vão lançar Delirium por aqui com aquela capa antiga mesmo! =X

    Henri B. Neto
    ''Na Minha Estante''

    ReplyDelete
  6. Poxa... Tipo, colocar uma coisinha ou outra, pra né, dar uma clima "pré-histórico" no futuro distópico, mas pelo que entendi, a autora exagerou.

    Como assim essa diagramação? Sério, o vocabulário da até pra contornar, mas uma diagramação tão mal feita assim... sem condições.

    A intrínseca, que é uma ótima editora, vai trazer o livro pro Brasil, espero que corrija essa diagramação.

    ReplyDelete
  7. Torcendo muito para que a Intrínseca, que vai trazer esse livro ainda esse semestre para o Brasil, corrija a diagramação, porque eu quero muito ler! Admito que gostei mais da primeira versão da capa, essa me lembrou as capas de uma das séries da Richelle Mead, muito Tomb Raider. Beijos!

    ReplyDelete
  8. Como assim?! Achei essa escrita muito doida e acho que iria odiar ter que ler desse jeito >< E detesto quando a diagramação fica confusa - acho que estraga a leitura ><
    Apesar de amar o gênero distopia, acho que esse livro não vai entrar na minha lista de leituras não...

    Beijos, Nanie - Nanie's World

    ReplyDelete
  9. Até me animei a ler mas sempre que a diagramação tem esse erro horroroso eu começo a odiar o livro mesmo a história sendo legal. A leitura não fica prazerosa. Eu costumo ler como se estivesse na história ouvindo tudo e ter que "ouvir" sem saber quem fala deve ser horrivel.

    Beijos e sucesso :)

    ReplyDelete
  10. Não me venha com diagramação e vocabulário estranhos! Não tem nada mais broxante do que ter que ler 500 vezes a msm frase pra entender! Ainda bem que não estou empolgada pra ler Blood Red Road...

    ReplyDelete
  11. Nossa estou doida pra ler esse livro tem tempo e quase comprei!
    Não vi ele sendo comparado com HG, que é minha série preferida, mas agora que sei vou ter que arrumar um jeito de ler!
    Fiquei triste em saber dessa diagramação e vocabulário, muito triste mesmo! Desanimei a ler a versão em inglês, apesar de que não sei como vão fazer a tradução desse livro, agora é esperar para ver já que vai ser lançado no Brasil.
    Ainda quero muito ler, mas se você levou 2 semanas para ler eu levarei 1 mês o.O então vou esperar mais um tempo para decidir como farei essa leitura.

    Andresa Dias
    ---- Leituras & Fofuras ----
    http://www.leiturasefofuras.com.br

    ReplyDelete
  12. Eu acabei de comprar esse livro e ñ imaginei que seria tão dificil o nivel de ingles, o meu é bem basico e escolho pela sinopse. chocada kkkkkkk

    Tb imaginei que er parecido com The Host.

    Bjus, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com/

    ReplyDelete
  13. Me interessei pelo livro, vou comprar a edição brasileira e vamos ver como eles traduziram essas gírias. Também não gosto quando não fica claro a narrativa de um personagem, mas pela história vou dar uma chance.

    Bjs!

    ReplyDelete

Thank you for your comment! =)