Secret Society Girl by Diana Peterfreund

Saturday, May 4, 2013
Amy Haskel eh estudante da Faculdade Eli, uma das mais prestigiada e tradicionais instituicoes de ensino do pais. A Faculdade tambem eh conhecida por suas varias Sociedades Secretas, suas regras e todos os rumores que giram em torno de ser membro e guardar os segredos da Sociedade, caso voce seja escolhido para ser membro de uma delas. 
 
Amy nao eh popular, nem rica, nem diferente. E mesmo sem saber por que, ela recebe uma carta e eh convidada para ser parte da Sociedade Secreta Rose & Grave. A Sociedade Secreta mais antiga do campus, aquela onde as outras copiaram, aquela onde os filhos dos famosos e poderosos tambem fazem parte. E como se nao bastasse, Rose & Grave somente aceita homens como membros. Ate Amy ser chamada.
 
Misterioso e intrigante, o livro nao tinha como dar errado. Extremamente recomendado e com muitos fas, eu decidi tentar a leitura da serie tao famosa. Infelizmente, nao funcionou pra mim...

Me identifiquei muito com a personagem principal, com o jeito que ela desenvolve os pensamentos: ela comeca contado uma coisa, se lembra de outra e se perde contando aquela coisa que nao tinha a ver com o primeiro assunto. La na frente ela volta a contar de novo de onde ela parou. Eu sou assim, problematica. Hahahaha! Me identifiquei e foi facil gostar da Amy e da sinceridade que ela tem consigo mesma. 

O que me decepcionou na leitura foi a expectativa de segredos, misterios, intrigas da Sociedade mais antiga do campus, que pela primeira vez aceita membros do sexo feminino, que nunca aconteceu. A estoria tomou o rumo de mostrar a Amy que, apesar de ter sido convidada, as tradicoes da Sociedade (e seus membros anteriores) ainda nao decidiram se vao aceitar essa abertura de mulheres como parte de sua cadeira de membros. E Amy vai ter que lutar pelo seu lugar, enquanto ela se pergunta diariamente se quer mesmo fazer parte de tal sociedade. 

E enquanto ela luta por seu lugar, a Sociedade mais poderosa ira puxar seu tapete e mostrar que ela, uma vez membro (ou nao, afinal ainda nao decidiram se a querem mesmo), ira controlar sua vida, de uma forma que ela jamais poderia imaginar. 
 
E o que gruda um assunto ao outro eh a vida amorosa de Amy, que tem um "ficante" que ela nao sabe muito bem como classificar, um cara muito legal, mas ela nao sabe se gosta ou nao do coitado.
 
O misterio o qual eu esperava jamais aconteceu, e a intriga foi levada para um assunto do qual nao era muito o que eu gostaria que fosse, e o romance foi uma confusao! Talvez a autora tenha reservado assuntos mais profundos da Sociedade para os livros posteriores da serie, mas da forma que ela desenvolveu o primeiro livro, nao deu vontade de continuar.

Pessoas que me recomendaram, desculpem, mas quase morri de tedio. Livros assim nao funcionam pra mim... Amy eh uma garota tao comum que ela se parece comigo! E de mim eu ja tenho todo dia. Eu gosto eh de coisas fantasticas, de um mundo que nao existe, tao encantador e que eu gostaria de fazer parte. Nada de leituras contemporaneas no planeta Terra para essa leitora que vos escreve. Mas isso nao quer dizer que eu nao goste de recomendacoes! =)
 
*Nivel de Ingles: Facil.

3 comments

  1. "Amy eh uma garota tao comum que ela se parece comigo! E de mim eu ja tenho todo dia"

    Lindo! Hahaha. Confessar-me-ei: gosto quando me assemelho a um personagem e, após isso, ele vira algo de respeito no livro. E também gosto quando ele é parecido comigo e tem pensamentos bons. Mas, de fato, tu tens razão, tenho tanto de mim que chega a ser supérfluo me ter em obras.

    Sobre o livro: Já ouvi falar, já li relatos e gosto deste papo de "elite secreta", porém, a Sessão da Tarde está cheia deste tipo de elite e o que me encanta são outros tipos de elite - mas adoraria ler sobre sociedades secretas que não fossem vivenciadas em faculdades!

    Abraços, Livia (com acento ou sem acento? Perdão pelo desconforto!)

    ReplyDelete
  2. Livia, o mais engraçado de tudo é que, o que mais chamou a sua atenção no livro, é justamente aquilo que não me faz querer ele: a sociedade secreta em si.

    Sei lá, acho que isto é meio que um trauma que eu acabei adquirindo com aquele filme ''Sociedade Secreta'' do começo do anos 2000 (falou o velho) que eu queria muito ver na época e acabei me decepcionando quando fui ver. Sim, sou uma cara estranho que precisa de vários tratamentos psicológicos! Rsrsrsrs

    Henri B. Neto
    ''Na Minha Estante''

    ReplyDelete
  3. Eu gostei mto desse livro e do 2º, só o terceiro que é meio morninho... O 4º está na minha estante esperando a vez dele!

    ReplyDelete

Thank you for your comment! =)